JavaScript não instalado ou desabilitado!

PT Ceará

* PT nas redes sociais

PT CEAR�
PT CEARÁ

GOVERNO
Mandatos no Ceará

COMUNICA��O
COMUNICAÇÃO


COMUNICAÇÃO
NOTÍCIAS POR E-MAIL


PRINCIPAL * NOTÍCIAS * Vice prefeitos(as)


A+   a-      Imprimir   Enviar para um amigo   Indicar erro


08-04-2019

Fórum do PT em Sobral


Defender a democracia com #LulaLivre, organizar o partido para 2020 e se opor ao governo Bolsonar

Defender a democracia com #LulaLivre, fortalecer o partido nos municípios para 2020 e permanecer firme na oposição ao governo Bolsonaro. Essa foi a tônica do Fórum Regional de Dirigentes do PT Ceará, ocorrido na manhã deste sábado, 6 de abril, no Centro de Convenções de Sobral. 
 
Comandado pelo presidente da sigla no Estado, Antônio Filho, o encontro reuniu cerca de 300 participantes de 23 municípios da região Norte e contou com a presença do deputado federal Guimarães, do deputado estadual Moisés Braz, de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, dirigentes partidários, representantes de mandatos petistas, de entidades sindicais e da sociedade civil.

 
"Esse fórum é importante para cada diretório saber que não está só, que nós vamos ajudar a organizar o partido nos municípios. É necessário que essa relação seja cada vez mais próxima pois sabemos os grandes desafios e as tarefas do PT nesse momento" afirmou Antônio Filho na abertura da atividade. Ao situar a conjuntura para os presentes, ele afirmou que Bolsonaro sequer conseguiu assumir o comando da administração federal. 
 
"É um presidente perdido, mas alinhado aos Estados Unidos. Quer destruir tudo que foi construído nos últimos anos. Fala em soberania e patriotismo, mas vai aos EUA subordinar os interesses da pátria, assim como já foi feito com o Pré-Sal. Vai entregar a base de Alcântara aos americanos, enquanto aqui temos problemas como o Fundeb ameaçado, uma proposta de Reforma da Previdência perversa e um louco no Ministério da Educação", disse, ao lembrar que neste domingo completa um ano da prisão política de Lula. 
 
Antônio Filho enxerga também que o PT tem grande potencial de crescimento na Zona Norte. "Já governamos Sobral, Groaíras, e Meruoca, estamos em Forquilha e temos um deputado estadual do PT dessa região, que é o Moisés Braz. Podemos ter uma presença ainda mais forte, e para isso temos de organizar diretórios municipais", colocou, ao pontuar que os diretórios têm de funcionar como instâncias ativas e dinâmicas que organizem o partido e a dinâmica social e política. 
 
Para a vice-prefeita de Sobral, Christianne Coelho, o momento é importante. “Temos de alinhar a nossa resistência a esse governo”, avaliou. 

 
Na opinião do presidente do PT de Sobral, Paulo Flor, o fórum é importante “porque além de aproximar as instâncias municipais da estrutura do diretório estadual, também exige de cada um de nós militantes manter acesa a nossa organização nos municípios”. Segundo ele, não surpreende o PT ser apontado como o preferido dos brasileiros nas pesquisas recentes. “Nosso partido tem o diferencial de ter sido construído com uma base social grande e sólida, enquanto a grande maioria dos partidos surgem em contexto diferenciado para servir muitas vezes de siglas de aluguel”, falou.
 
Para o deputado federal Guimarães, “este fórum com 23 municípios é um exemplo de que o PT está mais vivo do que nunca. Tem significado grande porque junta, forma, alia, informa, traz diretriz, tira estratégia e prepara o PT para suas tarefas”. De acordo com ele “não tem democracia e oposição no Brasil sem o PT. As urnas deram a condição de liderar a oposição no Brasil”
 
Guimarães considera que os últimos dois anos não tem sido fáceis para o PT após o golpe contra Dilma e a prisão de Lula. “Perdemos a eleição, mas não a nossa relação com os trabalhadores. A elite e a mídia tomaram a decisão de que tinham de derrotar o PT pois não aceitavam a nossa força. Mas sai pesquisa atrás de pesquisa e o PT é o preferido. Fomos para o segundo turno da última eleição e passamos de de 30 para 47 milhões de votos. Isso os assusta. Por mais que tenham feito tudo isso, o PT continua vivo. Somos uma força política respeitada, e ninguém vai apagar os legados dos governos Lula e Dilma”.

 
O deputado federal apontou ainda que a primeira tarefa do PT é fazer oposição a Bolsonaro. “E ela começa derrotando o governo na PEC na Previdência. Hoje eles não têm os 308 votos. Previdência superavitária é com crescimento econômico”, contrapôs. Na visão de Guimarães, o partido deve unir duas formas de luta: a primeira com a postura no Congresso e a segunda fazendo as renovações no PT. “A atitude que temos de ter como democratas é um partido organizado e militante. Não podemos falar em democracia com o Lula preso. É organizar o PT, filiar os jovens e renovar direções com vistas a 2020”. 
 
Por sua vez, o deputado estadual Moisés Braz criticou Bolsonaro. “É um governo despreparado para conduzir o país. Respeitamos o resultado da eleição porque respeitamos a democracia. Mas não dá para aceitar um governo que além de desqualificado, é machista, e perseguidor”, refletiu. 
 
Moisés disse acreditar ser possível derrotar a Reforma da Previdência de um governo anti-povo que bate continência e quer entregar o país aos norte americanos. “Nosso papel é ficar atento à conjuntura mas preparar a militância. Não temos também de achar que devemos tirar o Bolsonaro, porque o Mourão também não serve. O deputado acha que o partido não deve se preparar para eleição do PED, mas sim para as eleições municipais. Necessitamos eleger 50 prefeitos e uma forte bancada”, colocou, ao reconhecer que o PT precisas aumentar sua força política na Região Norte.

 
Para o  prefeito de Forquilha, Gerlásio Loiola, Bolsonaro consegue ser pior que Temer. “Estamos vendo um desgoverno. Vamos agora fazer uma Marcha de Prefeitos a Brasília porque esse governo não consegue tem nem uma pauta pré-estabelecida. Já são quase 100 dias e não sabemos o que vai acontecer na saúde, na educação, na assistência social. Até agora não se fala nada de projeto para o país”, discorreu ao dimensionar o tamanho da ameaça à democracia representada por Bolsonaro. “Não podemos ficar parados e alheios. E o Congresso está preocupado com a opinião da população”.
 
Representante da deputada federal Luizianne Lins, o ex-deputado estadual e professor Antônio Carlos pontuou que Bolsonaro e seu governo está destruindo uma visão de sociedade no País. “Estão querendo impor um projeto machista, homofóbico, conservador e subserviente. Não podemos deixar isso acontecer, afinal uma geração inteira está em jogo a geração”, avaliou. “Vamos resistir pelos que tombaram na história desse país. estamos em um momento de virada histórica. A disputa de projeto de sociedade e não vamos sair derrotados. vamos lutar pela liberdade de Lula e pela sobrevivência da nossa democracia”, finalizou.
 
Representante do deputado estadual Elmano Freitas, Raimundo  ngelo declarou que o compromisso de todos deve ser pela unidade do PT. “Hoje temos inimigo maior que  são os latifundiários, os banqueiros, o agronegócio e esse governo que foi eleito se utilizando de mecanismos absurdos, de um discurso que ataca a democracia, as pessoas e o PT”, asseverou.
 
Para ele, a unidade é necessária para a defesa do legado construído pelos governos petistas. “Governamos 13 anos e mudamos a vida do povo trabalhador, com valorização do salário mínimo, Prouni, Pronaf, Bolsa Família e outros programas sociais, invertendo prioridades e governando para quem mais precisa. Lula está preso porque defendeu o povo trabalhador”. Antes de concluir sua fala, Raimundo  ngelo defendeu que o foco central é a defesa da liberdade de Lula, e a preparação do PT para eleger o maior número de prefeitos possível. 
 
A mesma opinião foi compartilhada pelo vereador de Fortaleza Guilherme Sampaio, que também criticou o governo Bolsonaro. “Esse é um desastre e não vale nada. O presidente é um frouxo, que só tem coragem de enfrentar as pessoas nas redes sociais. Um frouxo que só tem valentia para mulher. O que dizer de um cara que quer reduzir o BPC para 400 reais? É um covarde que vamor derrotar”. Guilherme falou que a consciência da tarefa política nos municípios impõe “reunir as pessoas, ver quem quer ser candidato, quem quer se filiar. Vamos chamar essa turma, pois isso é importante para chegarmos fortes em 2020”.]
 
A secretária de Políticas Sociais da Fetraece, Navegantes Reis, informou que o movimento sidnical de trabalhadores e trabalhadoras rurais está engajado contra a Reforma da Previdencia, “contra o desmonte que o governo tem proposto a toda a classe trabalhadora”. “Para além da nossa tarefa sindical, temos de cuidar da política partidária, porque sem isso não tem sentido o projeto sindical. Enquanto liderança sindical, eu digo: quem não vota e não apoia representantes do direito do povo não serve para estar na direção dos sindicatos”. Navegantes disse ainda que os dirigentes devem descer às bases, filiar o maior número possível de pessoas e fortalecer o partido. “Quem tem compromisso com a base segue o projeto de esquerda, que é quem defende os trabalhadores”, arrematou.

 
A secretária de Mulheres do PT, Fátima Bandeira, avalia que as mulheres são duplamente atingidas pela agenda do governo Bolsonaro. “Nós sempre somos as maiores vítimas, qualquer que seja a crise que aconteça. E só há um jeito de nos defendermos, que é enfrentar. Para isso, precisamos nos organizar internamente no PT para organizarmos as mulheres na sociedade”. Na visão de Fátima, “é preciso preservar o pouco que resta para evitar que mais desgraça aconteça. Isso se dá com intensa participação política, colocar na agenda da sociedade a pauta das mulheres que é ampla e diversa”. Nesse sentido, defende que as mulheres disputem as eleições de 2020 pois só assim se coloque o olhar feminino na discussão das políticas. 
 
Fátima reafirmou a necessidade de reversão do quadro de desigualdade nos parlamentos. “Somos metade da população e só temos 10% de representação política institucional feminina. No Ceará há 355 mulheres vereadoras, e só 11 são do PT”. Para ela apenas nos governos Lula e Dilma as mulheres tiveram peso, como nos programas do Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida, entre outros.

Por Marcel Bezerra

 

 

* MAIS
A+   a-      Imprimir   Enviar para um amigo   Indicar erro

 

 

Sede do PT Ceará
Avenida da Universidade, 2189 - Benfica - Fortaleza (CE) CEP: 60020-181
Tel: (85) 3454.1313 - WhatsApp: (85) 9 9684.0139

www.ptceara.org.br
comunicacao@ptceara.org.br

1999-2019. Conteúdo Oficial - Partido dos Trabalhadores - Ceará
Produzido e Atualizado pela Comunicação do PT Ceará e TEIA DIGITAL