JavaScript não instalado ou desabilitado!

PT Ceará

COMUNICAÇÃO
NOTÍCIAS POR E-MAIL


PT CEARÁ
PT CEARÁ

GOVERNO
GOVERNO

COMUNICAÇÃO
COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO
PUBLICAÇÕES

* PT nas redes sociais

PRINCIPAL * NOTÍCIAS *



Foto: Emanuel Lima
A+   a-      Imprimir   Enviar para um amigo   Indicar erro


10-07-2018

Em tribuna livre, em Fortaleza, PT defende libertação e candidatura de Lula


| PRAÇA DO FERREIRA | Evento faz parte de semana de mobilização organizada pelo partido no Estado, que será encerrada em ato dia 13

 No dia seguinte ao imbróglio judicial que manteve o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) preso, o PT do Ceará organizou na tarde de ontem uma tribuna livre na Praça do Ferreira, Centro de Fortaleza, para defender a libertação e a candidatura do líder petista. O evento deu início a uma semana de mobilização do partido em todo o Estado, que culminará em ato nacional no próximo dia 13.
 
O ato na Praça do Ferreira reuniu militantes do PT, representantes de sindicatos e apoiadores do ex-presidente, além de passantes que se aproximavam da manifestação e declaravam sua opinião favorável ou contrária. Nos discursos, a legenda reiterou argumento de que Lula foi condenado sem provas e tem o direito de ser candidato. O juiz federal Sergio Moro foi criticado e acusado de “perseguir” o ex-presidente.
 
Na ocasião, a deputada federal Luizianne Lins (PT) comentou o ocorrido no último domingo, 8, quando o desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rogério Favreto, concedeu habeas corpus a Lula, mas o ex-presidente permaneceu preso após sequência de despachos de Moro e de outros desembargadores contrários à soltura.
 
“O povo pôde ver, quando os desembargadores bateram cabeça para manter o Lula preso, que ainda há esperança do Lula ser candidato. Foram levantados céus e terras para ele (Lula) continuar preso, houve um conflito do Judiciário, que sabe a quem serve, e não é ao povo”, acusou a deputada.
 
De acordo com ela, nacionalmente o partido organiza uma agenda ainda mais intensa de mobilização. No dia 18 de julho, haverá um ato para marcar 100 dias da prisão de Lula e 100 anos de Mandela, ex-presidente da África do Sul, símbolo de luta contra o apartheid. “Um ato sobre dois presos políticos”, defende Luizianne.
 
Ticiana Studart, membro da executiva estadual do PT, respondeu acusações de que o desembargador Rogério Favreto teria concedido habeas corpus porque foi filiado ao PT. “Essa mesma sede de isenção sobre ele não existe sobre o ministro (do Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, que foi filiado ao PSDB (...) ou ao Moro, que se encontra com líderes do golpe fora do País”, disse.
 
Segundo Ticiana, ficou “claro” que quem atuou como militante político foi Moro, que despachou contra a concessão do habeas corpus estando de férias. “Fica nítido que há uma perseguição contra o Lula”, argumentou.
 
De ontem até sexta-feira, 13, o partido está com a agenda lotada de reuniões internas e atos públicos, como panfletagens, caminhadas no centro da Cidade e atos políticos. No interior do Estado, os diretórios municipais também planejam eventos. Amanhã, haverá uma plenária popular e sindical na sede da Central Única dos Trabalhadores do Ceará (CUT-CE).

Clique aqui para ver a agenda completa de mobilização!
 

Matéria publicada no Jornal O Povo - 10 de julho de 2018




 
 
 

 

* MAIS
A+   a-      Imprimir   Enviar para um amigo   Indicar erro

 

  • Escrever

* Escrever comentário

Campo obrigatório.

Campo obrigatório.Digite um e-mail válido.


autentica *campo obrigatório
*Digite o que aparece na imagem. 

 

1999-2018. Conteúdo Oficial - Partido dos Trabalhadores - Ceará
Av. da Universidade, 2189, Benfica, Fortaleza - CE
CEP: 60020-181, Fone: (85) 3454-1313

www.ptceara.org.br
falecom@ptceara.org.br

Produzido e Atualizado pela Comunicação do PT Ceará e TEIA DIGITAL